“Play the Game” por Miguel Mega

Miguel Mega, grande guitarrista e professor (fui aluno dele), lançou um novo álbum intitulado “Engrained”.

O destaque fica para a versão da música “Play the game”, da banda Queen. Para ouvir e fazer o download de algumas faixas do novo trabalho dele, acesse: https://soundcloud.com/miguelmega

Eu recomendo toda a discografia do Miguel, em especial o álbum “Coastline”. O cara é fera na guitarra!

Página oficial do músico: http://www.miguelmega.com/

Rodrigo – evoltecno

Ordem dos Advogados de São Paulo lança rádio FM pela internet

MIcrofone

A rádio pode ser acessada por meio do banner localizado na coluna esquerda do site da OAB/SP: www.oabsp.org.br

A programação alterna entre músicas, notícias, boletins e serviços de interesse dos advogados.

Quando acessei estava rolando Beatles …

Saudações, Rodrigo Marcos A. Rodrigues

MiniDisc – mais uma tecnologia a ser abandonada?

Mini disc

Comprei um gravador e reprodutor portátil de MiniDisc (MD) da Sony assim que foi lançado. O que mais me chamou a atenção na época do lançamento foi a portabilidade da mídia, que se assemelha a um disquete de 3 1/2″, e a possibilidade de gravar as músicas como um gravador de fita cassete, pois o CompactDisc (CD) não dispunha de opções de aparelho para gravação musical em sistemas de som domésticos.

O envólucro que protege o disco óptico também é uma boa sacada.

Alguns anos depois, passei o meu Walkman para frente. O problema é que a tecnologia não foi adotada, não virou padrão, não popularizou. Diante disso eu não pudia utilizar o meu MD em qualquer lugar, ficou limitado ao meu WalkMan. As mídias também eram caras, não tenho idéia se o preço chegou a diminuir mais tarde.

Verdade é que a Sony encerrou a fabricação do MiniDisc Walkman, que nem ao menos chegou a ser vendido oficialmente no Brasil. Uma pena. As mídias permanecerão sendo vendidas. Não acho que o MD chegou a ser um fiasco, pois foi muito utilizado por profissionais da música e até hoje é querido pelos audiófilos.

Quando chegará a vez do CD?

Abraços, Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues

Cyberpunk por Billy Idol

Billy Idol

Quem não se lembra de Billy Idol? O fenômeno do punk rock dançante da década de 80, no qual o músico Supla se inspira.

Dance With My Self é um hino do rock.

Mas foi no início da década de 90 que o Sr. Billy lançou um álbum que considero um marco na evolução desse gênero musical. O álbum se chama: CYBERPUNK.  Uma fusão de punk com música eletrônica.

Dentro da ideologia punk, Billy prega a anarquia na faixa: SHOCK TO THE SYSTEM. Confira o vídeo abaixo.

 

 

 

 

 

 

SHOCK OF THE SYSTEM:

Do you like rock and roll?

Do you like rock and roll?

Toco guitarra ou pelo menos penso que toco, enfim, puro entretenimento. Há alguns anos gravei uma composição musical minha, somente guitarra e bateria eletrônica pré-programada. Resolvi compartilhar com vocês:  Jump in sky (Formato MP3 – clique no link para ouvir em seu computador)

Existe uma segunda versão com a participação do meu brother Johny, que atualmente é vocalista e guitarrista da Garagem Bluseira, banda muito bacana e com várias músicas próprias (destaque para Velho Opalão).

Hoje em dia podemos gravar um CD de áudio com qualidade profissional em casa. Tenho um estúdio portátil da BOSS, modelo BR-900 CD, que utilizo para estudar e registrar minhas composições. Comprei na época em que estava tendo algumas aulas com o Miguel Mega, exímio guitarrista. Voltando ao BOSS, o aparelho tem 8 pistas de gravação e playback, cada uma com 8 virtuais, perfazendo 64 pistas. O estúdio possui os efeitos de guitarra mais famosos da BOSS e diversos outros recursos, como afinação de voz. Os sons são gravados num Compact Flash e permanecem editáveis. Após o final da gravação é possível queimar um CD de áudio com qualidade profissional.

Estúdio portátil de gravação digital

A evolução tecnológica da música é realmente extraordinária.

Não é mais preciso se cadastrar para deixar comentários, participe!

Abraços,

Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues