Internet das Coisas (IoT)

 

No último dia 18 de setembro, tive o prazer de presidir a mesa do Prof. Dr. Edison Spina, doutor em Engenharia Elétrica pela USP,  que proferiu a palestra “Novas Tecnologias: Internet das Coisas (IoT) e o Direito ao Silêncio do Chip”.

A palestra foi realizada na Escola Superior de Advocacia de São Paulo, em um dos painéis do I Congresso Brasileiro de Ciência e Tecnologia, organizado pela Comissão de Ciência e Tecnologia da OAB/SP, a qual faço parte.

Para quem ainda não tem conhecimento, a Internet das Coisas (IoT) é um nova tecnologia que permite a conexão de objetos de nosso cotidiano com a rede mundial de computadores, passando, esses objetos, a interagir com outros objetos e conosco.

A base da IoT está na utilização do RFID em conjunto com o IPv6.

São vários os exemplos de aplicação da nova tecnologia, entre eles temos a geladeira inteligente, que nos avisa quando determinado alimento acabou ou está para acabar e até mesmo pode realizar a compra desse alimento por meios eletrônicos; o rastreamento de um objeto desde a linha de produção, passando pela gôndola do supermercado, até o consumidor final; telas interagindo com os seres humanos em lojas; medição do fluxo de veículos para melhoria do trânsito nas cidades; residências inteligentes; paciente que tem sua doença monitorada remotamente pelo médico … as possibilidades são infinitas.

Já se discuti sobre a invasão de privacidade que a nova tecnologia poderá causar e os limites éticos de sua utilização. Por exemplo, a pessoa teria direito de retirar um sensor RFID  de determinada coisa que comprou por desejar não compartilhar informações e/ou ser rastreado? É o “Direito ao Silêncio do Chip”.

Saudaçoes, Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues

Inaugurado mais um Foro Regional do TJ/SP totalmente digital

No último dia 2 de setembro, foi inaugurado o Foro Regional XV -  Butantã totalmente digital, que abriga duas Varas Cíveis, duas da Família e das Sucessões e a Vara da Região Oeste de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.

O judiciário paulista passa a contar com 11 foros totalmente digitais, em que o processo inicia e termina no meio eletrônico, sem o uso de papel.

Com o advento da Lei 11.419/06, o peticionamento eletrônico vem sendo implementado nos tribunais, alguns de forma exclusiva, não sendo mais permitido o peticionamento em papel. 

Os Juizados Especiais Federais (JEFs) foram os primeiros a implementar o peticionamento eletrônico, em virtude da Lei 10.259/2001.

Saudações, Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues

Celular feito de grafeno tem corpo flexível

Para quem não se lembra do grafeno, trata-se do material com propriedades do Superman. É dez vezes mais forte do que o aço, leve, fino e flexível.

Confira as imagens do celular conceito com corpo flexível. Ele tem até mesmo uma microcâmera com resolução de 8 megapixels.

Fonte: Portal Terra

celular_conceito1

celular_conceito2

Novo padrão de conexão Thunderbolt promete 50 Gb/s

Em fevereiro deste ano (2011), a Intel lançou um novo padrão de conexão chamado Thunderbolt. Baseado em fibra ótica, pode transferir dados entre dispositivos em até 10 Gb/s. Para se ter uma idéia, o novo padrão de conexão USB 3.0 não atinge a metade dessa velocidade.

A Intel já está aprimorando a tecnologia e promete 50 Gb/s até o ano de 2015.

Em outras palavras, isso significa maior velocidade de transmissão de dados entre smartphones, tablets, pcs etc, possibilitando transmissão de vídeos com definição muito maior do que conhecemos hoje (1080p).

Fonte: Intel Eyes Post-Thunderbolt Interconnect for 2015

Sobre o esgotamento dos endereços IPs na internet

Quando a internet foi concebida, sua utilização era restrita ao mundo acadêmico. A expansão iniciou na década de 90, período em que a internet passou a ser comercializada.

O número IP (Internet Protocol) identifica um computador na rede, não é possível coexistir dois números IPs iguais na rede mundial de computadores. Ocorre que na rede da sua casa, do escritório e da empresa o número IP que é atribuído ao seu computador pertence a um bloco de endereços que pode se repetir na rede do vizinho. O protocolo nada mais é do que uma linguagem que os computadores se comunicam, da mesma forma que nos comunicamos com o nosso idioma português. Para saber qual é o endereço do seu computador na rede, basta abrir o Prompt do DOS e digitar IPCONFIG.

A versão 4 do IP (IPv4) é limitada a 4.294.967.296 (quatro bilhões, duzentos e noventa e quatro milhões, novecentos e sessenta e sete mil, duzentos e noventa e seis) endereços, pode parecer muito, mas não é, basta lembrarmos que já ultrapassamos seis bilhões de habitantes no planeta. Cada pessoa no globo que se conecta a um computador por meio da internet utiliza um endereço IP, mas não é só isso, com o advento de novas tecnologias como o 3G, a demanda aumenta dia após dia. Também existem os blocos de endereços reservados, como os das redes privadas que citei acima. Por exemplo, quando você acessa um site como o www.evolucaotecnologica.com.br , você o faz através de um número IP público. O nome de domínio que você digita é uma máscara para o endereço que é resolvido por um servidor chamado DNS, cuja configuração está atrelada ao Registro de Domínios para a Internet no Brasil (Registro.br).

Pois bem, o IPv4 é limitado, portanto, era preciso uma nova versão que suprisse tal limitação. Resumidamente, essa nova versão é a IPv6, praticamente ilimitada se comparada à IPv4. A nova geração permitirá que até mesmo eletrodomésticos tenham um número IP público, resultando em lares que poderão ser controlados remotamente.

Espero que tenham gostado da explicação.

Saudações, Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues

Computador mais rápido do mundo

Supercomputador da Fujitsu

Imagem do “K” capturada no Google.

Segundo matéria veiculada pelo Clube do Hardware, o supercomputador japonês conhecido como “K” foi considerado o computador mais rápido do mundo pela lista Top 500. Fabricado pela Fujitsu, tem nada menos do que 68.544 processadores e é capaz de realizar mais de 8 quatrilhões de operações envolvendo ponto flutuante por segundo.

 

Registro Único de Identidade Civil (RIC) não será gratuito

A nova carteira de identidade será cobrada dos brasileiros. Estima-se o valor de R$ 40,00 para emissão do documento. Atualmente, a emissão do RG não é cobrada no Estado de São Paulo.

Saiba mais sobre o RIC.

Material com propriedades do Superman

Superman

Parece que o Superman, personagem das histórias em quadrinhos interpretado no cinema pelo saudoso Christopher Reeve, se fosse real poderia ter grafeno no lugar de pele.

Constituído de blocos de carbono com a espessura de apenas um átomo, o grafeno é um material dez vezes mais forte que o aço, além de possuir propriedades térmicas, elétricas e mecânicas excepcionais.

O novo material, fabricado pela primeira vez no ano de 2004, é fino, leve e flexível. Promete ser o substituto do silício na fabricação de componentes eletrônicos, abrindo caminho para uma nova geração de computadores.

Fonte: INFO Online

Visão do futuro: um dia feito de vidro

Vídeo espetacular que nos mostra um futuro não tão distante, em que a tecnologia se encontra em perfeita harmonia com o cotidiano das pessoas.

Este Blog tem um canal no YouTube, através do qual esse e outros vídeos podem ser assistidos, acesse: http://www.youtube.com/user/evoltecno ou diretamente através do ícone localizado na coluna direta da página.

Quando o “Vídeo selecionado” é substituído da coluna direita da página, ele passa a integrar os favoritos do Canal Evolução Tecnológica no YouTube.

Do you like rock and roll?

Do you like rock and roll?

Toco guitarra ou pelo menos penso que toco, enfim, puro entretenimento. Há alguns anos gravei uma composição musical minha, somente guitarra e bateria eletrônica pré-programada. Resolvi compartilhar com vocês:  Jump in sky (Formato MP3 – clique no link para ouvir em seu computador)

Existe uma segunda versão com a participação do meu brother Johny, que atualmente é vocalista e guitarrista da Garagem Bluseira, banda muito bacana e com várias músicas próprias (destaque para Velho Opalão).

Hoje em dia podemos gravar um CD de áudio com qualidade profissional em casa. Tenho um estúdio portátil da BOSS, modelo BR-900 CD, que utilizo para estudar e registrar minhas composições. Comprei na época em que estava tendo algumas aulas com o Miguel Mega, exímio guitarrista. Voltando ao BOSS, o aparelho tem 8 pistas de gravação e playback, cada uma com 8 virtuais, perfazendo 64 pistas. O estúdio possui os efeitos de guitarra mais famosos da BOSS e diversos outros recursos, como afinação de voz. Os sons são gravados num Compact Flash e permanecem editáveis. Após o final da gravação é possível queimar um CD de áudio com qualidade profissional.

Estúdio portátil de gravação digital

A evolução tecnológica da música é realmente extraordinária.

Não é mais preciso se cadastrar para deixar comentários, participe!

Abraços,

Rodrigo Marcos Antonio Rodrigues